Categoria: Ciências Planetárias

Missão Dragonfly: o que podemos explorar em Titã?

Você provavelmente já deve ter ouvido falar nas luas congeladas do Sistema Solar em postagens anteriores. Estas Luas são alvos de diversos estudos astrobiológicos. Inclusive, a maior lua de Saturno – Titã – é considerada um análogo da Terra primitiva devido às suas condições ambientais semelhantes – como o ciclo hidrológico de metano – que permitiriam suportar a formação de moléculas pré-bióticas.

consulte Mais informação

O que Antártica e Marte têm em comum?

Respondendo à pergunta do título: com certeza mais do que imaginamos! Ambos são locais secos, frios e isolados. E podemos aproveitar esses locais tão perto de nós para estudar ambientes extraterrestres. É o que diversos estudos realizados no Ártico, Antártica, Deserto do Atacama, fontes termais de Yellowstone, entre outros, se propõem. Com o frio de Europa, Encélado e Titã (luas de Júpiter, Saturno e Netuno, respectivamente) e dessecação em Marte, não é à toa que esses lugares extremos estão no topo dos ambientes análogos aos extraterrestres!

consulte Mais informação
Carregando
Pular para a barra de ferramentas